Viaje barato e coma bem. Vá de ônibus!

Viaje barato e coma bem. Vá de ônibus!Fenômeno mundial, os fãs da gastronomia crescem por todo o mundo. Já há algum tempo, programas de culinária na TV e cursos de cozinha com dicas dos “chefs” tornaram-se um hit entre os mais moderninhos, ganhando cada vez mais adeptos. Nessa onda da crescente busca por bons restaurantes e experiências gastronômicas únicas, quem sai ganhando somos nós! Você pode ser o “chef di cusine” na sua casa, pode viajar para descobrir os restaurantes mais renomados do país ou degustar iguarias que só se encontram nos botecos do Brasil. Pensando nisso, a equipe da CheckMyBus trabalhou duro e preparou para você uma lista com as dicas mais quentes de lugares a visitar. A escolha é sua! Basta escolher um dos destinos, fazer suas malas e embarcar no ônibus mais barato! Confira nossas dicas a seguir.


O queijo mineiro premiado na França

O queijo mineiro premiado na França

Seu ônibus até Belo Horizonte

E não é que os mineirinhos estão com tudo! No concurso Mondial du Fromage, no Salão do Queijo de Tours, cidade francesa às margens dos rios Loire e Cher, os queijos mineiros levaram um super ouro, sete medalhas de prata e três de bronze. Nossos quitutes regionais concorreram contra 700 produtos de 20 países diferentes. E é com muito orgulho que apresentamos nossos campeões!

Medalha de Ouro:
Queijo Araxá da fazenda Caxambu, da produtora Marli Leite de Sacramento – Minas Gerais.

Medalha de Prata:
Queijo Canastra de Capela Velha;
Queijo do Serro com casca lavada da cooperativa do Serro, curado na França por Lafnarde;
Queijo do Serro com casca ácaros, da cooperativa do Serro, curado na França por Lafinarde;
Queijo Canastra do Vale da Gurita;
Queijo canastra produzido por Reinaldo de Faria Costa;
Queijo kankrej produzido por Túlio Madureira;
Queijo santo casamenteiro, produzido por Queijos Cruzília.

Medalha de Bronze:
Queijo sabores do sítio, extra curado, produzido por Lúcia, do Campo das Vertentes;
Queijo gir, do produtor Túlio Madureira;
Queijo Alagoa Grande, da Queijo d’Alagoa, produzido por Osvaldo Martins de Barros Filho


São Paulo – o templo da gastronomia

São Paulo – o templo da gastronomia

Seu ônibus até São Paulo

Na cidade que não dorme, restaurantes de renome com chefes de cozinha conhecidos internacionalmente aguardam você para mais uma garantida degustação de pratos finos. Mas se você não está a fim de gastar muito, que tal apreciar as delícias servidas nos restaurantes e botecos tradicionais da cidade? Eles têm em comum décadas de tradição, pratos fartos e a vizinhança, na região central de São Paulo. De pratos feitos para um almoço rápido a receitas lendárias para dividir com a família ou amigos, da massa italiana a culinária típica espanhola, de carne suculenta à clássica feijoada. Uma coisa é certa: todos os restaurantes do centro da cidade devem ser visitados pelo menos uma vez na vida. Temos certeza que seu estômago vai agradecer e você não se arrependerá!

Leiteria Ita: você deve provar o Bacalhau e para a Feijoada Carioca. Fica na Rua do Boticário, 31.

Pasv: você deve provar o Polvo à Feira . Fica na Avenida São João, 1145.

Ponto Chic: você deve provar o Bauru e o Espetão à Brasileira. Fica no Largo do Paissandú, 27.

Galeto Lousã: você deve provar o Galeto. Fica na Rua Barão de Itapetininga, 163.

Boi na Brasa: você deve provar o T-Bone. Fica na Rua Marquês de Itu, 188.

La Farina: apesar de ser uma cantina, você deve provar o Strogonoff. Fica na Rua Aurora, 610.

Salada Record: você deve provar o Virado à Paulista e o Parmegiana. Fica na Avenida São João, 719.

Fuentes: você deve provar a Paella com frutos do mar. Fica na Rua do Seminário, 149.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *