Café, o novo combustível dos ônibus londrinos

Café, o novo combustível dos ônibus londrinosA primeira coisa que muitos de nós fazemos logo depois de acordar? Preparar uma boa xícara de café para começar o dia com energia. Este gesto simples que é parte da rotina de muitas pessoas também pode fazer parte de vários ônibus em alguns anos. A britânica start-up Bio-bean já está trabalhando em um tipo de biocombustível alternativo para ônibus em Londres, que tem café como ingrediente principal. A empresa pretende produzir 6.000 litros desse novo combustível, o que seria suficiente para mover um ônibus por um ano.

<< Redescobrindo o poder do café >>

O principal objetivo do Bio-bean, fundado em 2013, é reutilizar cafés que de outra forma se acumulariam em aterros gerando grandes emissões de CO2. No entanto, a finalidade não é apenas criar biocombustíveis, mas também “troncos de café”, que seriam usados em fogueiras e incêndios como substituto ecológico da madeira.

Uma nova abordagem para biocombustíveis

A Bio-bean coleta diariamente milhares de quilos de café em estabelecimentos (restaurantes e cafés) de várias cidades da Inglaterra, para depois transformá-los em sua fábrica de Cambridge. Lá, os restos do pó de café, ou a chamada “lama”, são transformadas em óleo e misturadas com diferentes combustíveis para criar a mistura final: o biocombustível B20. Mas por que usar o café? De acordo com o site da própria empresa, os cafés são altamente calóricos e contêm compostos muito valiosos, tornando-os uma matéria-prima ideal para produzir biocombustíveis.

Juntamente com dezenas de cafeterias em todo o Reino Unido, incluindo grandes cadeias, como o Café Nero e Costa, para coletar as lamas. Estima-se que cerca de 500 mil toneladas de café moído sejam produzidas anualmente no Reino Unido, sendo que 200 mil delas somente na cidade de Londres.
londre
Os biocombustíveis e a busca de uma fonte de energia mais ecológica não são novidades para os famosos ônibus londrinos. A cidade decidiu por muito tempo investir em biocombustíveis com o objetivo de reduzir as emissões de gases poluentes. Na verdade, a mudança de diesel para biocombustíveis reduziria as emissões de CO2 em 10% para 15%.

Embora já existam muitos ônibus circulando com biocombustíveis e todos os tipos de resíduos foram utilizados, até agora o café nunca tinha sido usado como fonte de energia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *