Ônibus do futuro avançam em testes sem motorista

robotImagine fazer uma viagem de ônibus interestadual sem motorista ? Isso vem sendo testado em diversos países no mundo e esta possibilidade esta ficando mais próxima do que imaginamos. A tecnologia avança e o transporte de massa vem se transformando.  Na capital da Suécia e na China, grandes empresas de tecnologia colocaram seus projetos nas ruas este ano para testes. E você, o que acha?

 A experiencia na Suécia

No início deste ano, testes de ônibus autônomos começaram em um contexto real nas ruas do distrito financeiro de Estocolmo. Este projeto de condução autónoma colocou à prova os seus microônibus, compartilhando as ruas com pedestres, ciclistas e outros veículos. Esses ônibus operam a velocidades de até 24 km/h fazem parte da iniciativa conjunta da Ericsson e de vários parceiros locais, como Nobina, SJ, Estocolmo, Klövern, KTH e Urban ITC Arena.

Os ônibus autônomos da Ericcson já estão nas ruas de Estocolmo.  Esses ônibus são parte do projeto de inovação da Drive Sweden, lançado em 2015. O principal objetivo é avaliar o comportamento de veículos autônomos em um contexto do mundo real por longos períodos de tempo. Os testes serão realizados em um ambiente com condições climáticas variáveis, para verificar as taxas de controle remoto e de resposta humana. Em vez de um motorista tradicional, os microônibus são equipados com o chamado “host”, que supervisiona a supervisão do veículo e fecha a porta assim que todos os passageiros estiverem a bordo. Os veículos têm capacidade para onze passageiros sentados.

Os ônibus autônomos da Ericcson já estão nas ruas de Estocolmo

Os ônibus oferecem serviços de transporte em uma seção pré-programada de 1,5 km até a Kista Science City, em Estocolmo, por seis meses. Os microônibus usam a tecnologia “LIDAR”, que é um acrônimo para Light Detection and Ranging (detecção por luz e distância), uma série de sensores que permitem que veículos autônomos “vejam” e, assim, circulem com segurança.

Além disso, testes para a conectividade de veículos a uma rede 5G também estão planejados. Para isso, a Ericsson disponibiliza a solução Connected Urban Transport, que inclui o monitoramento de veículos autônomos. Um Sistema Avançado de Gerenciamento de Tráfego (ATMS), baseado nesta solução, foi lançado no final de 2017 na cidade de Dallas, nos EUA.

E na Asia

Os planos da gigante da chinesa Baidu para tornar o transporte mais eficiente com os ônibus autônomos atingiram um marco importante. A gigante de tecnologia sediada na China anunciou a produção de seu 100º ônibus autônomo. Fabricado em parceria com a King Long, as unidades serão implantadas na China, no Japão e em outras cidades do mundo.

A frota é conhecida como Apolong, que provavelmente foi derivada de King Long e Apollo – o nome da plataforma de condução autônoma que sustenta os ônibus. Com capacidade para comportar 14 passageiros, as unidades foram produzidas em uma fábrica em Xiamen (província de Fujian, sudeste da China).

Ônibus Autônomo Apolong

O ônibus sem motorista Apolong está equipado com recursos autônomos L4. Esse nível de autonomia sugere que os ônibus serão usados para facilitar os deslocamentos ao longo das rotas de “última milha” nas cidades. Sem um volante e banco do motorista, as cabines são muito espaçosas. Comparado aos ônibus convencionais, o Apolong é aproximadamente 33% menor. Para esclarecer, o Baidu não parece estar interessado em produzir veículos por si só neste momento, o que é provável porque o negócio fez uma parceria com King Long.

Os ônibus são elétricos, tornando-os ainda mais interessantes para as cidades interessadas em usar os ônibus sustentáveis para atingir suas novas metas energéticas. Na estrada, a frota pode atingir uma velocidade máxima de 44 km/h. Com carga total, é capaz de viajar até 62 milhas. O tempo de carregamento até a capacidade total da bateria leva duas horas para ser concluído.

Implantação em cidades

O principal objetivo do Baidu é iniciar serviços de transporte autônomo na China e em outras partes do mundo. Na China, as unidades serão implantadas em Pequim, Shenzhen, Pingtan e Wutan. Segundo um comunicado de imprensa, a empresa utilizará 10 Apolongs para testes e demonstrações públicas até 2019.

“2018 marca o primeiro ano de comercialização para condução autônoma. A partir da produção em volume da Apolong, podemos ver que a direção autônoma está dando grandes passos – levando a indústria de zero a um”, disse Robin Li, presidente do conselho e diretor executivo da Baidu.

Veja aqui as opções de horários de ônibus e reserve agora mesmo (todos com motorista)

Tenham uma boa viagem ! Com ou sem motorista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *